Bolsonaro evitou a terceira guerra mundial? Em meio a tensões na Rússia, Bolsonaro pede 'paz mundial' em encontro com Putin

 

Jair Bolsonaro e Vladimir Putin se encontram em Moscou nesta quarta-feira (16)

Presidente Jair Bolsonaro pede paz mundial após encontro com Putin


Bolsonaro não fez referência direta a tensões entre Rússia e Ucrânia e elogiou presidente russo


Jair Bolsonaro agradece a Putin por defender a 'soberania do Brasil sobre a Amazônia'


Após conversas privadas, o presidente russo Jair Bolsonaro (PL) e Vladimir Putin emitiram um comunicado público. No discurso de Bolsonaro, o presidente brasileiro evitou citar as tensões entre russos e ucranianos, ao invés de pregar a paz mundial.


Bolsonaro mencionou a matriz energética do Brasil e a possibilidade de cooperar com a Rússia para explorar a extração de gás e petróleo, além do interesse do país em comprar produtos brasileiros de origem animal. O presidente também mencionou que o encontro com Putin durou cerca de duas horas e elogiou a conversa. Vladimir Puti

Bolsonaro não fez referência direta a tensões entre Rússia e Ucrânia e elogiou presidente russo

Jair Bolsonaro agradece a Putin por defender a 'soberania do Brasil sobre a Amazônia'


Após conversas privadas, o presidente russo Jair Bolsonaro (PL) e Vladimir Putin emitiram um comunicado público. No discurso de Bolsonaro, o presidente brasileiro evitou citar as tensões entre russos e ucranianos, ao invés de pregar a paz mundial.


Bolsonaro mencionou a matriz energética do Brasil e a possibilidade de cooperar com a Rússia para explorar a extração de gás e petróleo, além do interesse do país em comprar produtos brasileiros de origem animal. O presidente também mencionou que o encontro com Putin durou cerca de duas horas e elogiou a conversa.


"Isso mostra que dois grandes potenciais têm grande avanço e interação em benefício do nosso povo. Repito: o mundo é nossa casa e Deus está acima de todos nós. Pregamos a paz e respeitamos todos que assim agem povo, afinal é do interesse de todos nós, a paz mundial", declarou o Presidente da República.


Bolsonaro também agradeceu a Putin por defender o que chamou de "soberania brasileira" relacionada à Amazônia. "Muito obrigado pelas boas-vindas do presidente Putin, pelos temas discutidos conosco e pela confiança em nosso país."